Sobre Nós   -   Contato    EnglishItalianoAlemanEspañol

RSS Atualidade

30 Organizações dos EUA instam Secretário de Estado a apoiar acordo de paz

1
0
1
s2smodern
powered by social2s

Mais de 30 organizações da sociedade civil nos Estados Unidos enviaram uma carta ao secretário de Estado, Rex Tillerson, para exortá-lo a respaldar o Acordo de Paz logrado entre o governo da Colômbia e as FARC, aludindo que o papel que este país americano pode jogar garantirá em grande medida o êxito da implementação.

Na missiva realizam um contexto histórico das duras consequências que teve o conflito armado interno para as comunidades campesinas, afro, indígenas e mestiças da Colômbia, assim como para os defensores de DDHH, “mais de 260.000 pessoas morreram e sete milhões de pessoas foram deslocadas internamente”, ressaltam.

Ademais, asseguram ao secretário de Estado Tillerson que ter firmado o Acordo de Paz permitirá que milhares de guerrilheiros possam se reincorporar à vida civil, contribuindo com a construção de um novo país.

Para as organizações subscritoras, o apoio dos Estados Unidos com a inclusão de um orçamento para a implementação dos Acordos de Paz em Colômbia permitirá uma adequada transição à paz em antigas zonas de conflito.

“[...] deve haver apoio à reparação e restituição de terras para as vítimas; proteção dos guerrilheiros desmobilizados e dos defensores dos direitos humanos em situação de risco, programas de desenvolvimento comunitário criados em consulta com as comunidades afro-colombianas e indígenas, apoio para a substituição de cultivos de coca, entre outras condições chaves para uma paz estável e duradoura”, manifesta a carta.

E insistem em que se trabalhe para eliminar as fumigações aéreas, pois “só trazem reduções temporárias, sufoca o espírito dos Acordos e correm o risco de perder a oportunidade de se comprometerem com as comunidades para desenvolver outro tipo de economias”, manifesta.

Acrescentam que é importante que os Estados Unidos sigam financiando o Escritório do Alto Comissionado das Nações Unidas para os Direitos Humanos em Colômbia, de modo que se fortaleça no pós-conflito para ajudar na proteção dos direitos humanos, e para a Missão política da ONU, quem apoia verificando os acordos de paz.

Instam também a que desde o Departamento de Estado se exorte o Governo colombiano a realizar ações eficazes para desmantelar os grupos paramilitares “que continuam ameaçando e matando aos membros das comunidades rurais, especialmente aos defensores de direitos humanos e aos líderes das comunidades locais”.

Concluem dizendo que, assim como exortam o secretário de Estado a respaldar a implementação dos Acordos de Paz com a guerrilha das FARC, este apoio seja também para os diálogos iniciados com a guerrilha do ELN, “pois estas conversações e acordos redundaram em que se alcançou a redução de mortes por conta do conflito armado interno; [...] exortamos ao Departamento de Estado aproveitar esta oportunidade e ajudar a Colômbia a avançar numa paz estável e duradoura”.

Tradução: Joaquim Lisboa Neto

Fonte: Contagio Radio

1
0
1
s2smodern